sexta-feira, 24 de outubro de 2008

Aiai *sighs*

Tô eu ouvindo I've Been Down do Hanson e num momento de reflexão espontânea e repentina, percebo que nenhuma outra música descreveria melhor minha vida aqui na ‘America’ de Sol. Sabe quando as coisas tem tudo pra dar certo e acaba dando tudo errado ou meio torto? É bem assim. Eu sinceramente não sei explicar, não sei de onde vem.

Outro dia estava eu brincando com Bob em frente de casa, e eu muito sagaz (?) resolvi pegar a bicicleta de Pocahontas, que estava na escola, e fazer companhia a ele. Era óbvio que a bicicleta era pequena demais pra mim, mesmo eu não tendo as longas pernas de Ana Hickman, but still. Dava pra usar com as pernas bem dobradas parecendo asas (?). E lá vou eu muito animada atrás de Bob, me divertindo horrores até que decido fazer a volta. Eu não sei meeesmo como, mas a bicicleta travou por algum motivo desconhecido e uma das minhas pernas ficou presa(ONDE?). Caí com força no chão (não conta pra ninguém mas mesmo no chão eu ainda estava presa na bicicleta) e lá fiquei. Bob não viu eu no chão (pelo menos isso!), mas ao ser questionada sobre tal ematoma de proporções assustadoras no joelho, disse sem remorço ter sido causado por um tombo enquanto corria pela rua com Bob. Melhor do que dizer que estava me divertindo na bicileta de Pocahontas, 18 anos mais nova e muitos inches menor que eu. Isso foi há quase dois meses atrás e eu ainda tô sentindo o joelho. Não tô manca, mas não consigo andar de gatinho (!!!) ou encostar o joelho em lugar nenhum. Tô a base de pomada de arnica. Fora os outros ‘roxos’ não identificados que teimam em aparecer nas minhas pernas. Pálidas pernas com bolotas violeta. No mínimo exótico.

Meu processo pra tirar a carteira de habilitação foi um novela a parte, a maior de todas, e o principal motivo da minha homesick. A começar pelo teste escrito. Tive uma semana pra estudar aquele caderninho miserável com a foto do Shwazneger(whaat?), e essa semana foi justamente a semana em que o irmão do meu host veio passar aqui com a esposa e os 2 filhos de 04 e 07 anos. A cereja do bolo foi o fato de ter passado a semana praticamente inteira fora com eles, indo em lugares como a Disneyland, San Diego Zoo e etc. Foi uma semana ótima, sem dúvida. Só não foi melhor porque passei horas e horas me preocupando em encontrar um tempinho pra estudar. No dia da prova peguei um taxi e fui fazer a bendita. Cagada de medo de reprovar, mas fui. Passei! Bom, depois disso eu precisava chegar em casa. Liguei pra companhia de taxi que tinha me levado até lá uma, duas, tres, quatro vezes. Meu taxi estava sempre chegando, mas só chegou uma hora depois junto com o taxi da outra companhia que eu tinha pedido cinco minutos antes depois de desistir de esperar. Foi cena de filme quando vi aqueles dois taxis, um atras do outro, entrando no DMV de Hawthorne (vazio por sinal. Só eu ainda ali esperando). Qual a probabilidade disso acontecer? Só sei que peguei o taxi que chegou em cinco minutos, claro. Quero mais que a outra companhia vá a falência (será que eu já era vingativa assim antes de pisar em solo americano?). Como pode um serviço tão mal prestado nos Estados Unidos da América, o país onde tudo funciona! Ou nem tudo funciona por aqui, ou foi mais uma vez a nuvem cinza que me ronda. E não pára por aí! Só passei na prova prática de direçao na terceira tentativa, e nem sei porque estou contando isso aqui pois só acredito que finalmente consegui quando a carteira chegar pelo correio, o que ainda me deixa a possibilidade de estravio, morte do carteiro, problemas no DMV e várias outras improbabilidades prováveis quando se trata da minha pessoa.

Meus hosts pagaram umas aulas de direçao pra mim. No início achei ótimo, até porque eu estava bem perdida com esse monte de sinais, traffic lights, pedestres suicídas, e interceções bizarramente confusas pra mim. O tempo passou, mais aulas foram pagas e eu comecei a me sentir mal, além de sentir aquela pressão de ter que passar no teste já que eu estava tendo aulas particulares pra isso. Inicialmente eu faria a prova prática no mesmo local que fiz a prova escrita, só que um dos instrutores de direção me indicou um outro DMV, dizendo ser um lugar melhor, com examinadores mais ‘compreensíveis’. Mudei, e por isso tive que esperar duas semanas a mais pra fazer a prova, que acabei reprovando pois o examinador era tudo menos compreensivo. Há! Fiz mais aulas de direção, mudei o local da prova e me senti mais pressionada. Eu precisava da carteira já que a minha do Brasil expirou 20 dias depois que cheguei aqui e até hoje o que eu tinha comigo e que me permitia dirigir era uma carteira temporária que o DMV me deu depois que fiz o exame escrito, com o porém de que essa carteira como o nome já diz, é temporária e expiraria dia 19 agora. Mais uma vez lá estava eu num filme, ou seria melhor dizer clipe de hip hop? Inglewood parece ser o que eles chamam de bairro de negros, um primo bem pobre de Santa Mônica ou Manhattan Beach. Vários daqueles caras com as calças caindo, cordões nada chamativos e um sotaque bem característico. Do meu lado na fila dois caras dançando (!) e se comunicando como se estivesse no clipe do 50cent. Me senti total naquele filme ‘No Balanço do Amor’. Enfim, fiz a prova e não passei porque examinadora jurou de pé junto que não olhei por cima do ombro (o que na minha opinião pode ser perigoso até). A essa altura eu já estava me sentindo a última e pior das au pairs, daquele naipe bem xexelento. Mais aulas foram pagas, mais kilos foram perdidos. Parecia que eu acordava todo dia com uma bigorna das mais pesadas bem em cima dos meus ombros, uma de cada lado. Minha vontade era sair correndo, fugir, dizer pra eles que tava voltando pra casa. Eu fui a primeira das 5 a ter problema com a prova de direção, sente o drama. Marquei uma nova data, novamente em Inglewood pois era o único lugar que tinha a data que queríamos. Passei a semana como, né, me arrastando. Meu host passou os cinco dias repentindo a palavra da semana que segundo ele era bravery. Tá, uhum, sei. Eu me cagando de nervoso (literalmente), sorrindo amarelo, e tentando aparentar confiança. O dia da prova chegou, e como nas outras vezes, lá fui eu by myself fazer o exame. Burramente, decidi mudar o caminho de última hora, seguindo o conselho do meu host. Bad, BAD³ idea. Chego eu no cruzamento de Manhattan Beach Blvd com Hawthorne Blvd, e não sei como chegar na rua seguinte. Tipo, eu precisava virar a esquerda, eu conseguia ver a pista, mas eu não conseguia visualizar como chegar lá. Não fazia sentido, não havia marcação no chão. Eu achei que estava no lane de virar a esquerda, eu posso jurar que tinha uma setinha no chão, mas aparentemente eu não tinha pra onde virar, mas mesmo assim eu decidi arriscar. O sinal a minha frente, que eu não tinha certeza se era o que eu deveria seguir, ficou verde e eu fui. Eu fui, e os carros a minha frente também vieram NA MINHA DIREÇÃO. Eu, desesperada, na contramão de uma grande, grande interceção. Chupa essa manga, Jesus. Aposto que Ele arrancou dois ou tres fios de cabelo quando eu fiz essa manobra nada arriscada, mas pelo menos (!) eu entrei na rua que eu queria. Tremendo, quase infartando, mas entrei. E o medo de alguém ter anotado a minha placa ou de chegar alguma coisa aqui em casa? Sabe o olho que tudo vê? É essa coisa aqui em casa? É essa impressão que eu tenho aqui, qualquer merda que eu falo ou faço, fico eu imaginando se alguém de alguma forma tá vendo isso. Parece que tô sempre sendo vigiada, mesmo quando eu tô sozinha O.O


Chegando lá, o mesmo ritual. Entreguei minha papelada, entrei na fila e esperei a minha vez. Uma nova examinadora se aproximou. Parecia bem demanding, dando ordem pra lá e pra cá, mas aos poucos minha opinião sobre ela foi mudando. Quando eu tirei o parking break, mudei a marcha e tentei andar com o carro sem nem ter ligado a chave e ela disse "vc precisa ligar o carro primeiro", eu vi que eu tinha chance, rs. Se fosse qualquer outro, acho que teria me reprovado ali mesmo, mas ela sentiu que eu estava nervosa. Pra quem ainda não fez a prova, vc só fica sabendo que não passou quando vc entra no DMV sem ter feito o parking/back up. Eles simplesmente sentam do seu lado, dão as direções e vão ticando as etapas que vc já passou ou os seus erros. Se vc ver que eles estão escrevendo alguma coisa no papel, preocupe-se. Vc provavelmente reprovou. Durou mais do que eu esperava, mas dessa vez alguém lá em cima queria que eu passasse. Quando ela falou que eu tinha passado, eu queria dar um beijo nela, sem brincadeira. De língua se ela me pedisse. O meu alívio era tanto que naquele momento nada mais importava. Eu tinha passado, eu PASSEIIIIIIIIIIIIIIII!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!! Demorou, foi sofrido, mas nasceu. Com atraso mas veio, e só eu sei a novela que foi. OBRIGADA MEU DEUS!

Comprei meu laptop também, e adivinha só, ele não reconhece a wireless aqui de casa. Que coisa, não? Tudo comigo é mais complicado. Se eu for parar pra contar tudo, vou escrever por dias aqui, mas acho que deu pra ter uma idéia. Agora deixo vcs com a letra da música que citei no início do post:

I've been down
I've been down
I've been down before
I've been down
I've been down
But never this low
I've been down
I've been down
I've been down before
I've been down
I've been down
But never this low

You know that even a strong man falls
And even a wise man has to learn
Ooo Ooo Ooo
Yes it's true that some men have it all
While me and the rest just crash and burn
Ooo Ooo Ooo

You keep telling me something
But I heard it once or twice
You've been taking every turn wrong
I've been taking your advice

I've been down
I've been down
I've been down before
I've been down
I've been down
But never this low
I've been down
I've been down
I've been down before
I've been down
I've been down
But never this low

I know the day will come
When all my worries now are dead and gone
Ooo Ooo Ooo
But assume tomorrow by what's gone
But I'll be right here holding on
Ooo Ooo Ooo

Well, you keep telling me something
But I've heard it once or twice
You've been taking every road that's wrong
And I've been taking your advice

I've been down
I've been down
I've been down before
I've been down
I've been down
But never this low
I've been down
I've been down
I've been down before
I've been down
I've been down
But never this low

Said Oooooo
Said Ooooooo
Never this low

I've been down
I've been down
Said ooooo
I've been down
I've been down
Never this low
I've been down
I've been down
No no no no oh yeah
I've been down
I've been down
Oh yeah

Sing it now
I've been down
I've been down
I've been down before
I've been down
I've been down
But never this low
I've been down
I've been down
I've been down before
I've been down
I've been down
But never this low




Essa música agora tem um sentido todo diferente pra mim, haha. Hanson, I love you [/end of teeny moment ]

No próximo post: A chegada na família e o balanço geral dos quase 3 meses (wow!).

14 comentários:

Hane disse...

eita q livro!!!
vou ler e dps comento, mas antes quero dizer se ainda tiver online passa na hnet pra ver o futy do niver do zac, gente to rindo horrores kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
agora vou ler seu livro aqui...rs bju!!!

Hane disse...

q horro bela, nao fala assim do pobre mortal carteiro q vai levar sua carteira *carteiro, carteira, lol* olha o segredo!!! nao pode pensar assim nao, rs.

gente. desculpa mas eu to rindo kkkkkkkkkkkkkk claro, agora q já passou e tá tudo certo a gente pode rir né? imagino o desespero vc lá na contra mao...ai meu deus kkkkkkkkkkkkkk *i'm sorry amoreee!! rsrs*

mas Bela...é assim mesmo! as coisas mais gostosas sao as mais dificeis de serem complicadas! continua com fé q assim é a vida...dps da ansiedade e da gente achar q tudo vai dar errado, no final dá td certo. vc percebe oq disse? "tudo comigo é mais dificil". sim, é dificil. mas vc sempre consegue, no final das contas..... ;-)

cuida bem desse machucado hein! e cuidado, ve se nao vai mais fazer estripulias...kkkkkkkk

eu tava lendo seu post já tinha esquecido dos Hanson aí lá vem vc com a letra da musica, lembrei de novo do futy hauhauahuahuha. caso vc nao consiga ver, pq eu nao sei se vc ainda assina hnet ou caso nao consiga ver por causa da net aí, tem um video de fan no /zac_hanson e no /taylor_hanson q eu postei ontem. é qse o mesmo video q tá na hnet, só q parece q o do futy foi feito pelo walker.

bjããoooooooooooooo =********* <3

Hane disse...

ops, de serem complicadas nao. de serem CONQUISTADAS.

*aquela que, nao tem jeito, sempre comenta mais de uma vez...afffffee...

Hane disse...

VOLTEI. kkkkkkkkkkkkkkk daqui a pouco tu me expulsa do teu blog! LMAO. eu juro q eu já tava fechando a pagina kkk mas vi uma palavrinha aqui do lado ó ---> q brilhou meus olhinhos...CANON. SOU DOIDA POR UMA desde q vi o zac com a dele hehehehe pelo q dizem é melhor q a sony! compra canon sim!!!!!!!
Tá, agora eu vou.
bju =***

Dani disse...

Bela!

Que saudade que me dá das nossas cartas/conversas/férias quando eu leio as coisas que você escreve!!! De alguma forma, pelo menos, me fazem sentir mais perto. Confesso que lendo os momentos de agonia eu ri demais, mas pelas coisas que você fala, e não por eles em si. Depois que passa pode rir, né, huahuahuahuahuahua. Fico feliz DEMAIS que tenha dado tudo certo com a carta! Entendo BEM o que é o nervoso.

[i] Como pode um serviço tão mal prestado nos Estados Unidos da América, o país onde tudo funciona![/i] *itálico puramente psicológico aqui* ----> ou onde a venda da idéia de que tudo funciona é o que realmente sempre funciona! ;)

Tô esperando o próximo post já, espero que essa wireless seja mais boazinha conosco porque ela tá fazendo realmente uma falta incrível! lmao

Beijo, amo você!

Dani

Luiza disse...

Ri horrores! HAhahaha! Vc escreve mto bem, rs! Que bom q deu td ceto no fim. Aproveitaaaaaaaa muito aí!!
Bjos! Ah! E Hanson É SENSACIONAL!! <3

marina disse...

Huahuahuahuahuahuahua. Nao vou escrever nada profundo, porque já disse tudo naquele meu email, e fiquei muito feliz por vc ter passado!! Maaaaaaaaaas eu te reprovaria se vc tentasse arrancar sem ter ligado o carro! hahahahahaha.

(L) Hanson, presta bastante atenção no meu depoimento, hein. haha.

Beeeijo ;*

Jana disse...

Ahhhh, posta mais, posta mais! Huahauha.
Tô me sentindo lendo um livro aqui no seu blog, sério. ^^ Sabe que não é má idéia né? Vc bem podia fazer um, contando suas aventuras, quando voltasse. ;]

Queria poder te dar um apoio mais significativo que palavras num comentário. Te abraçar e dizer pra ter calma, que tudo terminará bem. =/ Infelizmete, não posso, mas pelo menos vc sabe que tem amigas com as quais pode contar pra dividir esses momentos e até pra rir junto depois que o sufoco passa */me riu muito imaginando a sua cara na hora dos carros na contra-mão =x*.

Muuuito boa sorte com tudo! Espero que além dos relatos da sua chegada, o próximo post traga notícias melhores quanto aos dias que se seguem. :P

Parabéééns por ter coseguido passar! Principalmente por ter sido sem ligar o carro no início. Huahauaha.


(L) you, my lil bird!


PS: E muito Hanson love forever! Huahauha.
PS2: Tem como mandar o seu endereço por email? :)

Lílian, disse...

Pense num parto! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
To me preparando p/ o meu kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk a minha ja vai expirar tb, mas ta durando os 3 meses, pq ai sua durou menos?

Por falr em Hanson, pergunta logica, VAI P/ O SHOW? hehehehehehheeh

NO assunto bicleta quase me mijo de rir, minha hst comprou uma p/ mim e p/ ela p/ andarmos, mas nunca nem vi a cor dela! Sim, ja vi, e branca, mas nunca nem a senti entre minhas pernas!

Emfin!!
Postra mais, conta mais detalhes da cidade e da familia!


Bju bju bju

Lílian, disse...

corrigindo: nunca nem a senti entre minhas pernas!... essa frase ficou meio comprometedora de maaaaaaaaaaaaaaaaaaais!

"Nunca tive o prazer de pedalar!"

agora ficou melhor!

dani disse...

Também quero o endereço!!!

Beijo, sis.

Carlinha disse...

ai, bem sei, e como sei... valeu pela força, só de saber q naum sou só eu já me sinto melhor.
luv ya!
carlinha

Gisele disse...

Amiga...hahahaha..ri horrores nesse post...UAHUAHAUA....vou comprar aqui na lojinha "das mantiqueiras" um vidrinho de agua beta, sal grosso e uas folhas de alfazema, eh super facil, so tomar banho com agua quente, jogar todos os ingredientes dentro e falar a seguinte frase "Coisa ruim, COisa ruim, saia do meu pe antes que o mesmo te de um coice! É pimba amiga...

Te amoooo...saudades!!

Gi\o/

Mari M disse...

eu baixei essa musica ontem...super meu momento as well..eh dificil as vezes amor..eu sei...mas a gente vai conseguir!!!!!!!!