quinta-feira, 27 de dezembro de 2007

O amor próprio



Você se ama?

Antes de amar alguém, devemos amar a nós mesmos. Quem nunca ouviu isso? Pois é, concordamos com essa afirmação, mas nem sempre aplicamos. Aliás, quase nunca. Sempre, sempre queremos mudar alguma coisa em nós. Uns querem dez centímetros a mais, outros querem a menos; uns querem ganhar peso, outros querem perder peso; uns querem desesperadamente que o cabelo seja liso, enquanto que outros fazem permanente para ter cachos bonitos.

O ser humano é um ser eternamente insatisfeito não só com sua aparência, mas principalmente com quem ele é, e pior, seu caráter geralmente não importa muito, contanto que se seja alto, magro, sarado, loiro dos olhos azuis com um puta carro na garagem.

Há uns 10 anos atrás eu sofri uma decepção que não foi qualquer decepção. Era o auge da minha adolescência, e nessa fase é quando ficamos mais preocupados com a aparência. Desde então, meu amor próprio ficou ferido, minha auto-estima foi até os níveis mais baixos, e a minha confiança no meu valor foi abalada. O processo de cicatrização, reconstrução do que foi quebrado não é fácil, sou sincera. É bem gradativo, e hoje sinto que estou quase lá. Falta pouco para chegar onde eu quero, lá naquele degrau onde eu me encontrava a quase 10 anos atrás, onde eu era mais eu, onde eu tinha certeza de que eu podia ser e fazer qualquer coisa, onde o medo não era companhia constante, quando a roupa que eu estava usando pouco importava, pois eu era especial. Todos somos. Hoje sou quase especial, rs.

Se você parar para pensar, vai perceber que se você se gosta, se ama seu corpo, você consequentemente se respeita mais, se valoriza mais, você tem mais confiança no seu potencial, seja ele para "seduzir" aquele carinha que você está afim, ou conseguir aquela vaga de emprego especial. Isso é fato, pode reparar. Não é psicologia ou coisa de auto-ajuda.

Nesse meu processo de "resgate" do que foi perdido, eu percebi muita coisa. Percebi que quando a mulher é confiante, quando ela gosta de si, ela parece mais bonita para os outros, ela passa uma imagem diferente, uma imagem mais condensada, mais forte, ela encanta, ela seduz, pelo simples fato dela estar sendo....ela.

Beleza é muito relativo, depende dos olhos de quem vê(mais um clichê!), obviamente, porém a mulher que tem a sua auto-estima, o seu amor próprio alto, pode ter certeza que ela é vista com outros olhos, e isso são pontos extremamente a favo...dela. Ela vive melhor, ela interage melhor com o mundo e com as pessoas a sua volta.

Resolvi tocar nesse assunto hoje porque acabei de chegar do centro espírita, um centro maravilhoso que evangelizo aos domingos, e como não ia a nenhuma reunião fazia tempo, resolvi ir hoje até mesmo para desejar um Feliz Ano Novo ao Sr. Renato, um dos pilares da casa, e tomar o último passe do ano. A reunião foi uma delícia. Acho que é porque fazia tempo que eu não ia a uma, fluiu que foi uma beleza. Ouvi falar da prece e depois de todas as formas de amor, dois pontos muito importantes. Depois da reunião, sentei com o Sr. Renato que é um senhor já bem velhinho, mas tá sempre lá na mesa, firme e forte. Amo de paixão esse ser. Fiquei lá com ele jogando conversa fora, falando da vida. Nesse meio tempo vieram três pessoas falar com ele e todas as três quando olhavam para mim diziam "nossa, que menina linda! Que olhos lindos ela tem!", e me tecendo elogios assim, do nada. Eu já achando que era pegadinha, onde estava a porcaria da câmera. Eu só ri. E sr. Renato, muito galanteador, dizia "viu? Não sou só eu que acho". Acredite ou não, eu já odiei os meus olhos. Achava eles horrorosos, grandes demais e castanhos! Qual a graça de olhos castanhos? Queria ter olhos miúdos e azuis que sorriem. Pois hoje amo os olhos que tenho e agradeço a Deus por eles, pois é através deles que vejo o mundo, que vejo as mais lindas cenas e presencio os milagres da vida. Hoje acho os meus olhos bonitos do jeito que são.

Sou um ser humano em constante transformação, em constante progresso. Já não me preocupo mais com o meu cabelo, por exemplo, que era um karma da minha vida, hauhauhauha. Putz, nunca me acertava. Um dia eu pensei "ah, quer saber? Vou cortar isso bem curtinho, tipo o da Nina da novela". Fui lá e fiz. Bendita idéia! Não quero outra coisa para minha vida, principalmente agora no verão. Meu cabelo tá 90% das vezes de bem com a vida. Acordo e é só dar uma ajeitadinha daqui, outra dali e tá ótimo. Pronto para sair na rua, rs. Tô aproveitando para tirar toda a química que joguei nele nos últimos anos e ficar ao natural, uma brunette again ;)

Falei, falei, falei só para dizer que essa é uma das minhas metas para 2008: recuperar completamente a minha auto-confiança.

Tô quase lá ;)

6 comentários:

Cori disse...

Bela, minha mais nova amiga, antes de ir para a aula, nao pude deixar de comentar: o meu ultimo post `go away monster (fat one)` nao tem nada a ver com minha dieta (que nao durou 2 dias...rsrs, tb depois da direta da minha kid) ou com meu peso...eh um post subliminar, na verdade eh a despedida de um sentimento que em 2008 nao fara mais parte da minha vida. E' sobre um cara que gosto ha mais de 2 anos e nem sequer cultivou a amizade que achei que existia entre nos. Como diz o ditado: se a amizade acabou e' pq ela nunca existiu. Apesar de doer em mim escrever essas palavras, elas refletem a mais pura verdade!
O monstro gordo (sim, ele eh gordo) vai embora da minha vida e no maximo ateh 31.12!!!!

Ano Novo, Vida Nova (cliche e real)

Qdo voltar da aula eu comento o seu maravilhoso post. Adoro encontrar garotas assim!
Eu brinco que to acima do peso (estou, mas enquanto as roupas servirem....), que to de dieta, soh pra fazer palhacada mesmo. Nao resisto as delicias da vida nao!

Bjuss

Cori disse...

Agora vou comentar pra valer...
Alias, se me permite, vou linkar teu post e complementar no meu blog com pensamentos meus pode ser?

Concordo com tudo isso que voce falou. Vou alem, repare que muitas pessoas nao chegam a voce para elogiarem e sim para destacarem nossas pequenas imperfeicoes. Voce comentou dos olhos e lembrei que no meu ex-trabalho, tinha uma mulher que morria de inveja de mim. Ela sempre apontava as minhas olheiras, perguntando se eu estava cansada ou se tinha dormido mal. Minhas olheiras sao escuras mesmo e meus olhos naturalmente caidos, mas fazer o que? Isso eh meio que genetico e eu nunca dei importancia, pois sempre achei o maximo meus olhos castanhos azeitonados, como eu costumo brincar sempre. E ela sabia disso e ficava me importunando. Como nao dava resultado, ela comecou a falar que eu era nova para ter cabelos brancos, que eu estava muito magra, que dava para ver meus ossos...e por aih vai...pra vc ver o nivel dela. Se eu fosse ligar, vixe, jah tinha virado anorexica ou bulimica, mas nao to nem aih pq jah tenho 26 anos na cacunca e nao eh uma dessas que vai me abalar. Mas pega uma guria de 17, 18 anos, cabeca fraquinha???

Eu sempre disse a ela: se vc nao tem um elogio a fazer, mantenha-se calada. Hj eu to aqui e ela lah. Eu to bem e ela tah na mesma, passando a perna nas outras pessoas do trabalho, pois ela nao consegue se promover por merito proprio. Chupins existem aos montes e deles eu to fora.

Confesso a voce que eu gosto tanto de mim na atual fase da minha vida, que eh dificil encontrar alguem por quem eu me interesse. Nao quero qquer porcaria soh pra dizer que tenho alguem ou passar o fds acompanhada no cinema. Fiquei tao exigente que as vezes receio quebrar a cara e nao encontrar ngm, mas ainda tenho fe e acredito que o bem atrai o bem e uma certa pessoa esta reservada na minha vida!

Qto bla bla bla...rsrsr

Fica com Deus!

Bjuss

Elsa disse...

Você é a coisa mais linda do meu mais lindo sonho...e cheia de luz própria, que ilumina quem está a sua volta.Te amo.

Bela Au pair disse...

Oi Bela!

Nossa estou realmente surpresa! Além do nickname em comum temos muitas ideias parecidas...rs

Apesar do apelido nunca me sento bonita e no meio das minhas amigas sempre me senti a patinha feia e pior qdo comentava isso com elas, parecia que elas concordavem comigo. Um dia uma pessoa elogiou meu sorriso e outra e outra...

Foi qdo me olhei no espelho e pensei `Se eu nao me gostar, quem vai?´ Fiquei horas nua em frente a um enorme espelho olhando horas para mim e tentando achar o que eu mais gostava no meu corpo! e adivinha?|Eu achei partes q realmente eu gostava.

Isso nao parou mais!! Até hoje olho no espelho e gosto cada vez mais de mim...

Bom acho que isso renderá um pst meu tb...rs

Um bjao e Feliz Ano novo!!

Hane disse...

olha eu confesso q tenho meus dias de fraqueza, mas sao poucos. posso afirmar q atualmente me amo bem mais q antigamente. e concordo com as coisas q vc disse. acho q esse, por mais bobo q possa parecer, eh um grande passo pra se conquistar td q se deseja.
mudei de blog e adorei as mudanças q fiz nele hehe bjussssss s2

Anônimo disse...

OLá minha linda!!eu sou prof.de artes sensuais e tenho um blog tbm.onde eu falo sobre auto-estima e dou dicas de como melhorar e resgatar.Gostei muito do que li e do que vi no seu blog você está de parabéns..bejusssssssss